• Home »
  • Brasil »
  • Áudio desmente versão de que mãe de Joaquim teria ligado para a polícia

Áudio desmente versão de que mãe de Joaquim teria ligado para a polícia

Guilherme diz que o menino não era de se esconder e que ele e a mulher não sabiam o que tinha ocorrido

Um áudio de Guilherme Longo falando com o 190 da Polícia Militar revela que foi ele quem ligou denunciando o sumiço do menino Joaquim, e não a mãe, como o padrasto mesmo havia declarado em depoimento anterior. Na gravação, Guilherme diz que o menino não era de se esconder e que ele e a mulher não sabiam o que tinha ocorrido.

“A gente colocou ele pra dormir. A gente foi dormir. A hora que a gente acordou ele não estava mais”, diz o padrasto ao policial, que desconfia do fato de a criança ter sumido sozinha. O pai de Joaquim, Arthur Paes, disse ao Fantástico que já tinha pedido que o menino fosse morar com ele porque o padrasto usava drogas.

Reconstituição do crime

O delegado Paulo Henrique Martins de Castro afirmou que a reconstituição do que aconteceu na noite do desaparecimento do garoto de 3 anos, programada para acontecer esta semana, terá a participação do padrasto de Joaquim, Guilherme Longo. Entretanto, a presença da mãe do menino, Natália Ponte, ainda não está confirmada. O delegado afirma, porém, que quer ouvir um novo depoimento de Natália, também nesta semana, para questionar especificamente sobre a morte de Joaquim. Com informações do G1

Compartilhar
Compartilha