• Home »
  • Geral »
  • Sete motivos para deixar seu filho(a) em tempo integral na escola

Sete motivos para deixar seu filho(a) em tempo integral na escola

Para pais e especialistas, escola em tempo integral tem melhor custo-benefício do que pagar a babá ou a empregada doméstica

Na hora de escolher como será a educação dos filhos no próximo ano letivo, muitos pais se veem diante de um dilema: deixar a criança na escola ou na creche durante o dia todo ou apenas em meio período e contratar uma babá ou uma doméstica?

Pais que matricularam os filhos na educação integral afirmam que essa opção tem a melhor relação custo-benefício. Especialistas das áreas de economia e educação concordam, mas destacam que é importante conhecer bem o projeto pedagógico da escola.

demostrantivo

O consultor financeiro César Augusto Gomes calcula que o custo de uma funcionária que ganhe um salário mínimo chega a pelo menos R$ 1.117, o que torna a opção pela escola durante todo o dia melhor. Já o presidente do Sindicato das Empresas Particulares de Ensino do Espírito Santo (Sinepe), padre João Batista Gomes de Lima, afirma que o valor da mensalidade para a educação integral varia de R$ 800 a R$ 2 mil.

Tranquilidade

Para a fonoaudióloga Rosana Rezende, que tem os dois filhos estudando em tempo integral, foi exatamente a relação custo-benefício que pesou. Ela ressalta que se contratasse uma babá teria custos extras que vão além dos salários, como água, luz e alimentação. Diz estar mais segura de que, na escola, as crianças não ficarão tempo demais vendo TV ou usando o computador.

“É claro que fica um sentimento de culpa por não estar com eles, mas amenizamos isso acompanhando bem de perto. Além disso, fazemos questão de almoçar juntos todos os dias”, relata.

Psicopedagoga e autora do livro “Filhos na Educação Integral: considere esta opção na sua família”, Esther Cristina Pereira defende que o estudo em período integral traz benefícios que vão além do fator econômico. “Crianças do integral são mais desenvoltas, mais autônomas.”

Esther, que possui duas escolas em Curitiba, afirma que, estando durante todo o dia na escola, a criança tem a chance de desenvolver a capacidade de se socializar e de seguir regras.

“Na escola integral, o aluno aprende muito sobre direitos e deveres. As escolas, na realidade, deveriam ser todas integrais. Assim como os pais trabalham sete, oito horas por dia, o filho deveria aprender que a escola é o primeiro trabalho dele”, defende.

Ela orienta os pais que estão em busca de uma escola integral para os filhos a conhecerem desde o projeto pedagógico até as instalações, certificando-se da variedade de atividades para o aluno.

Descontos

A dica do consultor financeiro César Gomes vai além: é preciso adotar “estratégias de negociação” na hora de visitar a escola para conseguir também bons descontos. “É importante ir com antecedência, quando a procura é baixa. O pai não pode demonstrar que está impressionado com a estrutura da escola. Tem que negociar friamente, que já consegue pelo menos 15% de desconto”, disse.

Compartilhar
Compartilha