• Home »
  • Mundo »
  • Psicóloga designada para trabalhar com viciados morre de overdose

Psicóloga designada para trabalhar com viciados morre de overdose

Segundo equipe médica, vítima tinha vestígios de nove drogas no corpo.

psicologa

Uma psicóloga de 27 anos morreu após ter uma overdose de drogas psicodélicas e cocaína. A jovem acabara de conseguir um emprego como assistente de apoio para viciados em drogas e decidiu comemorar.

Jennifer Whiteley e seu namorado, Andrew Tunnah, de 29 anos, compraram as substâncias e aproveitaram que os pais da jovem estavam de férias para consumí-las na casa da família. Eles também compraram bebeidas alcoólicas. De acordo com o tabloide britânico Daily Mail, Jennifer começou a suar bastante e desmaiou. Embora tenha sido levada com rapidez ao hospital, inconsciente e com espasmos, ela morreu.

Segundo a equipe médica que a atendeu, a vítima tinha vestígios de nove drogas no corpo. Alguns dias antes, Jennifer havia sido contratada para trabalhar com usuários de drogas e pessoas que tomam medicamentos controlados para depressão e estava muito feliz. Recentemente ela havia concluído seu mestrado em psicologia da saúde pela Universidade de Staffordshire e tinha planos de fazer doutorado.

Aos pais, Jennifer disse que gostaria de “passar um tempo tranquila” em casa enquanto eles estavam fora, e que iria ficar com o namorado. O casal se conheceu na universidade, há oito anos.

Em declaração aos policiais, Tunnah afirmou que era um hábito consumir drogas com a namorada, era o jeito deles de “relaxar juntos”. Porém, durante a audiência, ele disse que Jennifer usava drogas “muito raramente”.

A polícia recolheu uma quantidade não divulgada de outras drogas na casa da família da vítima, que ficou chocada ao saber dos hábitos de Jennifer, principalmente pelo fato de a psicóloga conhecer os diferentes efeitos das drogas no corpo humano.


Compartilha