• Home »
  • Geral »
  • Novo Classe A quer conquistar o público jovem com design e mecânica

Novo Classe A quer conquistar o público jovem com design e mecânica

Hatch premium da Mercedes-Benz vem equipado com motor 1.6 Turbo e câmbio de 7 marchas.

O novo Classe A desembarcou no país no meio do ano ao preço de R$ 99 mil com a proposta clara de conquistar o público jovem. A primeira geração do carro foi vendida e fabricada no Brasil no começo da última década e, apesar de ficar abaixo da expectativa de vendas da Mercedes-Benz, conquistou consumidores de todas as gerações.

A nova geração não tem no preço o seu principal atrativo (o primeira geração chegou a custar a partir de R$ 29 mil), mas também não economiza em materiais de qualidade. Avaliamos a versão top de linha Turbo Urban, que custa R$ 116 mil. Será que o hatch premium alemão é capaz de encarar concorrentes e conquistar o mercado? Veja:

Como anda!

À primeira vista o motor 1.6 pode não chamar atenção de quem busca esportividade em um hatch acima de R$ 100 mil. Mas é só prestar atenção na alcunha “Turbo” e na possibilidade de uma direção “Sport” no câmbio que os olhos brilham. O motor do A rende 156 cv e é incrível como acelera e ganha velocidade com facilidade. Para os apaixonados por velocidade, a concessionária que cedeu o carro para teste oferece ainda um chip de potência que faz o carro render 190 cv por R$ 3,5 mil.

Sete marchas e nenhum tranco

Toda a potência do carro é equilibrada por um câmbio automatizado de dupla embreagem com sete marchas à frente que trabalha de forma lisa e sem trancos, por mais que o motorista aperte o acelerador. As trocas podem ser feitas por borboletas atrás do volante na versão avaliada.

novo_classe_A2

Ele bebeu na fonte da juventude

A aparência do Classe A é voltada para conquista o público jovem com dinheiro para comprar um carro de R$ 100 mil e tira o ar de “carro de tiozão” que a montadora confere aos seus veículos. Faróis bixenônio com luz de LED diurna e detalhes cromados no tapete e na soleira da porta compõem bem o interior do veículo. A coluna que divide os bancos da frente tem um joystick para comandos da tela multimídia e um detalhe curioso: não há a manopla de câmbio. A troca para as posições D, P, R e N são feitas por uma alavanca à direita do volante. O A calça rodas 17 polegadas e pneus Run Flat que dispensam o estepe.

Fique tranquilo: você está seguro

Não é novidade que as montadoras alemãs se preocupam com segurança. O primeiro Classe A vendido no país sofreu com a fama mundial de capotar com facilidade. A nova geração, porém, é muito estável e surpreende em curvas acentuadas em alta velocidade. Ela traz sete airbags, inclusive de cortina e joelho do motorista. Um sensor “anti-fadiga” detecta o cansaço do condutor e emite um som para evitar acidentes. No porta-malas há ainda um kit de primeiros socorros padrão dos veículos da Mercedes-Benz.

novo_classe_A3

Seu bolso

Apesar de ter sofrido reajuste em menos de seis meses no mercado, o A ainda tem preço competitivo no segmento. A versão mais barata custa R$ 106 mil, enquanto a top de linha avaliada sai da concessionária por R$ 116 mil. A Mercedes-Benz tem como concorrentes o BMW 118i e o Volvo V40.

Pode melhorar

Para ser um hatch perfeito, falta apenas um sensor de estacionamento e a central multimídia com câmera de ré e GPS. Esse conjunto está disponível na concessionária por R$ 6,5 mil.

Vai melhorar (e ficar mais divertido!)

Até o fim do ano a Mercedes-Benz promete trazer a versão para lá de apimentada do Classe A. Preparado pela divisão esportiva AMG, o A45 tem tração integral e é alimentado por um propulsor 2.0 turbo que entrega 360 cv e 45 kgfm de torque! Isso significa uma aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 4,6 segundos. O A45 será o modelo de entrada no mundo dos AMG e custará R$ 260 mil.


Compartilhar
Compartilha