Jovens americanas comem bolinha de algodão para emagrecer

A nova moda para emagrecer já conquistou seguidores, mas pode levá-los à morte por desnutrição e problemas intestinais.

dieta

É cada uma que aparece! Dessa vez, a novidade é um novo e perigoso regime que está ganhando fãs na internet e deixando especialistas preocupados. Chamada de “dieta da bola de algodão” (The Cotton Ball Diet), ela propõe o consumo de chumaços de algodão, mergulhados em suco de frutas, para evitar o consumo de gorduras e carboidratos e prolongar a sensação de saciedade durante o dia. Discutida em redes sociais, a nova moda para secar já conquistou seguidores, mas pode levá-los à morte por desnutrição e problemas intestinais. As informações são da rede ABC News.

De acordo com o apontado em fóruns internacionais sobre o assunto, internautas explicam que a ideia da “dieta” é permitir ao seu seguidor sentir-se alimentado sem estar ganhando peso. Alguns sugerem a ingestão de alguns chumaços de algodão antes das refeições para limitar o consumo de alimentos.

Em um vídeo divulgado no YouTube, uma jovem aparece seguindo a dieta.

“Nada de bom pode vir dessa dieta. Absolutamente nada”, explicou o especialista em nutrição Brandi Koskie à ABC News. Segundo ele, a maioria dos algodões vendidos em farmácias são feitos, na verdade, de fibras de poliéster e cheios de produtos químicos. O consumo desses produtos é extremamente perigoso à saúde. “Sua roupa também é feita de poliéster. Por isso, engolir uma bola de algodão sintético é como mergulhar sua camisa em um suco de laranja e comê-lo”, esclarece.

Ovidio Bermudez, médico responsável por um centro de recuperação de vítimas de desordem alimentares em Denver (EUA), acrescenta que além do risco de asfixia e desnutrição, a prática pode levar a uma obstrução completa do trato intestinal. “As causas mais comuns de constipação são por causa do consumo exagerado de fios de cabelo e fibras vegetais. Bolas de algodão poderiam fazer o mesmo”, disse ele à ABC News.

Karmyn Eddy, codiretora do programa de pesquisa e tratamento de transtornos alimentares no Massachusetts General Hospital, em Boston, explica que comer bolas de algodão é uma forma de alotriofagia, que é a prática de comer produtos não alimentares. Tipicamente, o paciente sente um desejo de algo comestível impulsionada pela falta de um determinado nutriente. Mas Eddy disse que já viu a prática assumir a forma de um transtorno alimentar. Ela acredita que este é o caso da dieta das bolinhas de algodão.


Compartilha