Ator José Wilker morre aos 66 anos, no Rio de Janeiro

Ainda não há informações oficiais sobre a morte, mas há suspeita de infarto.

José Wilker morreu aos 66 anos neste sábado, no Rio de Janeiro

José Wilker morreu aos 66 anos neste sábado, no Rio de Janeiro.

O ator José Wilker morreu na manhã deste sábado, aos 66 anos, informou o colunista do jornal O Globo Ancelmo Góis. Wilker teria falecido em sua casa e a causa seria um infarto. O ator deixa três filhas, Isabel, Mariana e Madá.

José Wilker de Almeida nasceu em Juazeiro do Norte, no Ceará, em 20 de agosto de 1947. Foi reconhecido como ator, mas também atuou como narrador, apresentador de televisão e crítico de cinema, tendo participado de várias transmissões do Oscar pela TV Globo.

Wilker se aventurou na direção em duas novelas (Louco Amor e Transas e Caretas, ambas no início dos anos 1980), no seriado Sai de Baixo (de 1996 a 2002) e no filme Cinderela (de 1986). Sua estreia se deu em 1971, na novela Bandeira 2. Nos anos seguintes, emendaria cerca de 50 produções televisivas, entre novelas, séries e minisséries.

Seus principais papéis na televisão incluem personagens célebres em novelas como Roque Santeiro (1985), O Salvador da Pátria (1989) e A Próxima Vítima (1995), entre outras. Seu Giovanni Improtta de Senhora do Destino (2004) inspirou um longa-metragem homônimo, que estreou nos cinemas em 2013. Entre as minisséries das quais participou está JK (2006), na qual interpretou o ex-presidente Juscelino Kubitschek.

Recentemente, interpretou o Jesuíno Mendonça na mais nova versão de Gabriela, personagem marcado pelo bordão “Vou lhe usar”, que se tornou febre nas redes sociais. No ano passado, participou da novela Amor à Vida, como Herbert.


Compartilhar
Compartilha